21 de fevereiro de 2018

10 IMPORTANTES OBRAS DO MOVIMENTO CULTURAL RENASCIMENTO.


AS 10 MAIORES OBRAS-PRIMAS DO RENASCIMENTO

 

 

O Renascimento foi um importante movimento cultural que surgiu aproximadamente no século 14 e seguiu até o século 17. Este período teve alguns dos maiores artistas da história da humanidade, incluindo Leonardo Da Vinci e Michelangelo Buonarroti. Abaixo estão dez das pinturas mais famosas deste movimento extremamente significativo do desenvolvimento artístico, histórico, cultural e até científico.

 






 

 

 

 

 

 

 

 

 

10. O NASCIMENTO DE VÊNUS, DE SANDRO BOTICELLI - ANO: 1846

 

Esta linda obra descreve o mito clássico de Vênus, a deusa do amor, saindo do mar. Nesta pintura, ela surge nascida de uma concha como uma mulher já madura chegando à praia. Estudiosos de arte deram muitas interpretações à pintura, e uma das mais proeminentes é que Botticelli representou a ideia neoplatônica do amor divino na forma nua de Vênus. Até hoje, esta é uma das obras mais preciosas do Renascimento.
 
 
 

 
 
 
 
 
 

9. A ASSUNÇÃO DA VIRGEM, DE TICIANO - ANO: 1518

 

Situada no altar-mor na Basílica de Santa Maria Gloriosa dei Frari, foi a primeira obra de Ticiano em Veneza, que o consolidou como o principal pintor da cidade. A pintura mostra a "assunção da virgem", que é comemorada todos os anos no dia 15 de agosto, e comemora o nascimento de Maria para o céu antes de seu corpo decair. Na pintura, a virgem Maria está sendo elevada aos céus por um grupo de querubins, enquanto está de pé sobre uma nuvem. Esta é a maior obra-prima de Ticiano.




 
 
 
 
 

8. MADONA SISTINA, DE RAFAEL - ANO: 1512

 

Esta obra mostra a Madonna segurando Jesus ainda bebê, flanqueada por Santa Bárbara e São Sisto. Além disso, há dois querubins abaixo dela, que são talvez os querubins mais famosos retratados em qualquer obra de arte. A Madona Sistina é considerada uma das melhores pinturas já criadas em toda a história da arte, e é especialmente popular na Alemanha, onde foi saudada como "suprema entre todas as pinturas do mundo".
 
 
 

 
 
 

7. PRIMAVERA, DE SANDRO BOTTICELLI - ANO: 1482

 

Esta bela obra retrata a estação da primavera, e muitas vezes é referida como ‘Alegoria da Primavera’. Há muitas interpretações sobre a pintura, mas é geralmente dita que, em algum nível, é “uma elaborada alegoria mitológica da crescente fertilidade em todo o mundo”. Esta é uma das pinturas que tem o maior número de estudos a respeito, e uma das mais controversas também. O uso das cores escolhidas por Botticelli e as múltiplas interpretações do seu trabalho tornaram a obra extremamente popular e é citada frequentemente como um exemplo principal da benevolência da arte do renascimento.
 
 
 

 

 

6. O JUÍZO FINAL, DE MICHELANGELO – ANO: 1541

 

 

Esta obra tem uma enorme influência na arte ocidental. Está na parede do altar da Capela Sistina do Vaticano, mostra a Segunda vinda de Cristo, e o julgamento final e eterno de Deus sobre toda a humanidade. Jesus está bem no centro da obra, cercado por diversos santos. Um pouco abaixo, a obra mostra a ressurreição dos mortos, e mais abaixo, a descida dos malditos ao inferno.
 
 
 


 
 
 

5. O BEIJO DE JUDAS, DE GIOTTO DI BONDONE - ANO: 1306

 

Muitos críticos de arte consideram Giotto como o primeiro grande gênio da pintura, e alguns até alegam que ninguém conseguiu superá-lo. Esta também é uma das obras-primas da arte ocidental mais famosas do Renascimento, mostrando o momento da traição de Judas, quando ele mostra Jesus aos soldados e o cumprimenta com um beijo. Giotto capta magistralmente o drama e a tensão da prisão de Cristo, bem como o contraste das expressões de Judas e Jesus ao se olharem cara a cara.
 
 
 

 
 
 
 
 

4. ESCOLA DE ATENAS, DE RAFAEL - ANO: 1511

 

A obra-prima de Rafael é um dos quatro afrescos feitos pelo artista que estão no Palácio Apostólico do Vaticano. Abrange quatro linhas do conhecimento: poesia, filosofia, teologia e leis, e a Escola de Atenas representa o campo da filosofia. Críticos de arte sugeriram que cada grande filósofo grego está na pintura, mas, embora seja possível identificar Platão e Aristóteles, outros não foram identificados. Esta obra é considerada “a encarnação perfeita do espírito clássico da Alta Renascença”.











 

3. A ÚLTIMA CEIA, DE LEONARDO DA VINCI - ANO: 1498

 

Nesta famosa pintura, da Vinci retrata magistralmente a perplexidade e a confusão que ocorre entre os discípulos de Jesus, quando ele anuncia a todos que, um dia, um deles iria traí-lo. O conhecimento detalhado de Da Vinci sobre luz, anatomia, botânica e geologia, além de seu interesse em como os seres humanos registram emoção em expressões e gestos, e sua sutil graduação nos tons, tornam esta pintura uma das obras mais reverenciadas de todos os tempos.

 

 

 

2. A CRIAÇÃO DE ADÃO, DE MICHELANGELO BUONARROTI - ANO: 1512

 

O trabalho feito por Michelangelo no teto da Capela Sistina é outro marco do Renascimento, e A Criação de Adão é o afresco mais famoso, cuja popularidade só fica em segundo lugar após a Mona Lisa. Ao lado d’A Última Ceia, é uma das pinturas mais replicadas da história. A famosa imagem em que Adão toca a mão de Deus virou um ícone na humanidade, e foi imitada e até parodiada muitas vezes.









 

1. MONA LISA, DE LEONARDO DA VINCI - ANO: 1517

 

A Mona Lisa é a obra mais conhecida e visitada em todo o mundo. Já foi estudada por milhares de críticos e acadêmicos, e é a imagem artística mais parodiada de todos os tempos. Sua fama está no sorriso misterioso da personagem. Para da Vinci, a obra foi um trabalho nunca finalizado, pois ele queria atingir a perfeição máxima nela. Está no livro de recordes do Guinness como a obra de arte que tem o seguro mais caro do mundo. Em 1962, valia 100 milhões de dólares (cerca de 300 milhões de reais), e hoje está estimada em 759 milhões (mais de 2,3 bilhões de reais).

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário