3 de janeiro de 2018

Ó DOCE VIRGEM MARIA POR SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO.

 
 
 
 
Grande Mãe de Deus e minha Mãe, ó Maria, é verdade que eu não sou digno de proferir o vosso nome; mas vós, que me tendes amor e desejais minha salvação, concedei-me, apesar de minha indignidade, a graça de invocar sempre em meu socorro vosso amantíssimo e poderosíssimo nome. Pois é ele o auxílio de quem vive e salvação de quem morre.


Puríssima e dulcíssima Virgem Maria, fazei que seja vosso nome de hoje em diante o alento de minha vida. Senhora, não tardeis a socorrer-me quando vos invocar. Pois, em todas as tentações que me assaltarem, em todas as necessidades que me ocorrerem, não quero deixar de chamar-vos em meu socorro, repetindo sempre:

 
Maria! Maria! Assim espero fazer durante a vida, assim espero fazer particularmente na hora da morte, para ir depois louvar eternamente no céu vosso querido nome, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.

 
Por Santo Afonso Maria de Ligório.


 
Santo Afonso Maria de Ligório exerceu grande influência sobre a mariologia e a piedade mariana de nosso povo. É considerado um dos autores marianos mais lidos na Igreja, ao lado de S. Bernardo e S. Luis Maria de Montfort. Está na lista dos servos de Maria.


 
Santo Afonso foi um missionário popular do século XXIII (1696-1787), que pregou muitas missões populares e escreveu muito para evangelizar o povo do sul da Itália. Dedicou um afeto especial pela Mãe de Deus. Na sua obra espiritual, Maria ocupa lugar importante que lhe outorga da Palavra de Deus na história da salvação.

 
Para alimentar a vida cristã entre o povo, Afonso escreveu mais de cem livros, principalmente de teologia moral e de espiritualidade. Foi brilhante erudito e escritor popular. Suas obras estão traduzidas para 61 idiomas, no mínimo, possuindo várias edições.


 
Eco e testemunho da devoção mariana de Afonso são também os cânticos populares, dos quais o mais célebre é: “Ó minha bela esperança”.

 
Afonso era também poeta, pintor e músico consumado. Vários hinos que compôs ainda são extremamente, populares na Itália e em outros lugares.
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário